quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Impacto ambiental

EMEF.Manoel Aparício Nunes Almeida
Porto Velho, 03 de agosto de 2010
Professor: Franklin Wecshimozesk Novisky
Alunas: Geisa Nadine Brito da Costa, Estéphane de Freitas Marques, Elzanir Gomes da Silva,            Geovana Amaral Pereira, Fabiana de Souza Ferreira e Denise Nayara Martins Campos.
Série: 5º ano, turma “A”, turno: manhã
Trabalho em grupo: produção de texto sobre “impacto ambiental.
Nome do grupo: “As meninas do meio ambiente”
Você já ouviu a expressão impacto ambiental? Você acha que essa expressão tem relação com a foto abaixo?
http://www.urisan.tche.br/~engenhariacivil/arquivos/barragem_01.jpg
Claro que sim!
Reúnam-se com seus colegas, cada grupo deve preparar um pequeno texto explicando o que  entendeu por  impacto ambiental. Incluir de preferência locais que o grupo conheça.
Nosso grupo chegou à conclusão, de que o impacto ambiental é causado por interferências humanas, fatores climáticos, fenômenos sobrenaturais como: os tornados, os ciclones, as enchentes, os vulcões, os terremotos entre tantos outros fatores que causam impactos ambientais.
Partindo desse princípio pensamos então, como estamos em Porto Velho, é bom lembrar de dois locais que estão causando impactos ao ecossistema. O primeiro é o caso dos moradores do bairro Triângulo e baixa da União. Todos os anos esses moradores são obrigados a fazer pontes, que vão sendo elevadas a medida que as água vão aumentando, esses moradores colocam seus pertences em pontos mais altos de suas casas, são obrigados por força de circunstâncias a  andar por dentro d’água em suas próprias casas, apesar de serem construídas de palafitas e terem seus pisos muito altos, as vezes são obrigadas a saírem de casa e irem morar em colégios, associações, igrejas, por um período de tempo enquanto as águas do rio madeira baixem e as pessoas possam voltar para suas casas. O segundo caso é a Construção das hidrelétricas do Santo Antonio no rio Madeira. As bombas que estouram as pedras, causam problemas sérios às pessoas que moram naquelas regiões. Pedras com mais de um quilo gramas, voam pelos ares por quase um quilômetro de distância, causando instabilidade às vidas ali existentes. Sem falar que depois da construção das usinas, o rio será represado causando inundação  a uma vasta área em Km2, com destruição de vegetais e animais, sem falar nas pessoas que já se mudaram de suas localidade e outras que ainda terão que se mudarem.
Entendemos também que o impacto ambiental, mexe com o ecossistema, destruindo ou modificando o meio ambiente, ou seja modificando os hábitos ou os costumes tanto de seres humanos, como dos animais e  dos seres de um modo geral.
Sem limite
Em 2006, milhares de mulheres da via campesina (Ong ligada ao MST) destruíram plantações da  Aracruz e um grupo de sem terras depredou o Congresso. Membros do MST refestelam na sala da fazenda do então presidente Fernando Henrique, depois de invadir a propriedade em 2002. Como ficouj o palácio depois que uma parte desabou?

Nenhum comentário:

Postar um comentário